V MESA REDONDA COM AS CARTAS CIGANAS

Um evento que renova profissionais mas, acima de tudo, transforma pessoas.

Primeiro lote a venda.
Tenho certeza de que você não irá imaginar estar em outro lugar senão junto conosco, neste dia cheio de vivências enriquecedoras !

 

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA CONHECER A PROGRAMAÇÃO COM OS TEMAS E SEUS RESPECTIVOS PALESTRANTES

I

1 2 3 4

 

Quer saber como foi a IV Mesa Redonda ? clique aqui

 

Eu e o Lenormand, uma relação de ontem, hoje e sempre

Antes de ler, clique aqui para ouvir

Era o ano de 1990, contava com meus 12 anos quando vi a primeira vez o lenormand, nas mãos de um sacerdote que o manipulava com maestria. Ao olhar aquelas figuras, aqueles símbolos, e o como as cartas eram utilizadas, dispostas e tudo aquilo era traduzido em vida,  fiquei fascinado. O tempo passou, situações diversas ocorreram em minha vida e fui percebendo que a paixão pela cartomancia havia nascido naquele instante. Primeiramente com as cartas tradicionais do baralho francês. Mas foi no ano de 1996, que adquiri meu primeiro lenormand, na cidade de Manaus, comprado na rua da instalação, em um extinta casa de artigos religiosos.  Lembro daquele instante em que,  ansioso do outro lado do balcão (o lado do cliente), acompanhei com os olhos fixos as mãos da vendedora pegando aquela caixinha vermelha e entregando-a para mim. Abri a caixinha e tirei as cartas, tocando uma a uma com a sensação de tocar em algo sagrado ( e de fato o é), em um tesouro que acabara de ganhar. Depois percebi que junto dele acompanhava um livreto, o qual tomei como referência para meus estudos e práticas. Nascia naquele instante uma história de amor, um caminho que jamais imaginaria em tempo algum.

1435718764821

Não tive professores, instrutores, não fiz cursos. Era muito jovem e outras necessidades, escolares e familiares cobravam maior atenção, mas sentia-me orgulhoso em perceber que um cartomante começava ali seus passos. Passei alguns anos utilizando-o como conselheiro e consultor, para responder-me a questões de cunho pessoal e familiar. Comecei a jogar para meus familiares próximos e nesse ínterim, sentia necessidade em aprender mais, porém sem avistar possibilidades de estudos com outras pessoas. Foi então que psiquicamente corações amigos, Espiritos afins e simpáticos, apresentaram-se e passaram a me inspirar, ensinar, aconselhar, orientar no processo de jogar aquelas cartas, fiz então meus primeiros amigos cartomantes.

1435719314392

O Lenormand tornou-se instrumento de grande aprendizado sobre mim mesmo, ao ter de encarar, durante os exercícios de leitura que realizava sozinho, situações que se apresentavam desafiadoras a serem vividas e outras banidas do meu eu interno, algumas de alegria e outras que iriam promover dores profundas. Ah! Quantos sorrisos, quantas lágrimas que tingiram de experiência cada carta.

1435548690818

 

O cartomante lê como em livros dispostos em uma grande biblioteca  que, abertos, revelam vivências de alegrias sublimes e dores profundas, realizações, decepções, felicidade, desdita, coragem, medo, conhecimento,  vida e morte mas, acima de tudo, ESPERANÇA ! Ao receber conselhos e orientações de nosso inconsciente profundo e dos benfeitores que inspiram energeticamente cada lâmina e que se manifestam nas cartas exatas, nos símbolos, que caem nas posições certas e relacionadas umas com as outras com absoluta perfeição. Como se alguém estivesse arrumado tudo e dito: aí está você, sua vida seus caminhos, vai e age ! E esse “alguém” é o próprio universo, a própria energia cósmica que nos convida dia e noite à um novo amanhecer, ao conhecimento de nós mesmos. Quantos amigos, quantos corações que tive a honra de acessar  através das 36 cartas e que se apresentaram à mim como estes livros, verdadeiras obras e lições de vida. Quantas mãos, quantas histórias, quantas vidas !

1435720988745

Dez de dezembro de 2012 chego à cidade do Rio de Janeiro, berço de uma nova fase cartomântica em minha vida, encontrando seres que senti uma irresistível afinidade e carinho. Amigos muito queridos hoje a meu coração, encontrei um grande amor e, a cada dia que passa, encontro a mim mesmo. O horizonte se amplia e ainda tem muito a ser vivido, muitos desafios, muito a aprender. E conhecendo-me, encontro meus medos, aceito minha sombra, minha dor e me liberto, em um processo que leva tempo mas proporcionador de paz. Conhecendo-me encontro a mim mesmo, muitas vezes deixado lá atrás, naquela criança que sempre fui e, por muitos quadros pintados no caminho, turvou-se, enrijeceu-se, mas hoje essa criança torna a brincar com a cores, e nasce e renasce.

É Lenormand, você me ensina e muito.

Amo ser cartomante, amo a oportunidade de viver meu dia a dia com este baralho. Na oportunidade escrevo também meu amor pelo tarô que não foge à essa realidade em minha vida.

Acredito que o autoconhecimento é a única chave real para sermos melhores e felizes e, na minha religiosidade, encontrar à Deus, Olodumaré, a Deusa, enfim, à Consciência que tudo criou e esse encontro, ainda que aos poucos, nos faz brilhar nos momentos de alegria e fortalece-nos nos desafiadores testemunhos da Vida.

Obrigado Lenormand, gratidão à você, aos ancestrais  e ao universo que se amplia cada dia mais.

20140811_101521

 

 

IV Mesa Redonda com as Cartas Ciganas, obrigado !

27 de junho de 2016, uma data marcada nas páginas do livro de minha atual existência e para a eternidade a qual fui criado.

POMELO_20150628171856_fast_20150628223920824

IV Mesa Redonda com as Cartas Ciganas, um encontro de mentes e corações que, unidos pelo propósito de conhecer,  aprender, trocar experiências e tudo em clima de confraternização, faz das horas em que estamos juntos grande ensejo de transformação, estímulo e aprendizado.

11698941_850014498413854_7829851831517940566_o

Para mim, que participo desde a edição III (passada), tem sido grande fonte de alimento intelecto-moral e espiritual. O contato desde o pré evento, a interação espiritual entre  a equipe do evento, palestrantes e benfeitores espirituais, as inspirações dos amados guias,  responsáveis pelo trabalho do “outro lado da vida”, a troca de energias entre todos, de ambos os planos, o trabalho sério sobre estudos, pesquisas em torno de aspectos teóricos e práticos do lenormand e da vida, tudo isso faz deste encontro muito mais que troca de informações e experiências, mas uma vivência daquilo que nos faz verdadeiramente bem. É, me sinto em casa e em família, encontrei corações que trilham uma realidade conectada com minha missão pessoal de vida: promover qualidade de vida através do encontro consigo mesmo e com o outro.

Esta edição da Mesa Redonda também teve um marco para o Lenormand no Brasil e no mundo, trazido pelo querido amigo e notável profissional Giancarlo Schmidt que em breve será tratado com mais profundidade, aguardem !

Palestra com tema: Mediunidade, oficina de luz

Um evento que preenche antes, durante e depois.

collage_20150628194238353_20150628194316956

Depois do evento: papos, risadas, planos e muita confraternização !

Cheguei em casa com o corpo e mente cansados, mas o espírito vibrante de alegria e satisfação.

Presentes materializados que, mesmo na exaustão física, arrumei todos ontem, antes do descanso do corpo.

1435521419166

brinde do evento, que ganhei no sorteio, contribuição da Renata Vasconcelos: adorei o presente que o universo me deu!

1435521507631

Baralho de Dona Maria Mulambo, by Sônia Boechat Salema Mesmo ainda sem consagrar, embaralhei, cortei e no corte, as cartas “mulher” e “anel” já me disseram tudo sobre a função deste baralho em minha vida !

1435521617171

Vela untada e energizada, carinho de Chris Wolf com a energia do sol !

 

Os outros presentes, recebidos nos agradecimentos, pensamentos emitidos, no feedback que recebi  a respeito de minha palestra e do evento, nos abraços e beijos que guardo na alma, ah! quanta energia boa, que encontrei e encontro.

Gratidão é a palavra!

Até o próximo momento e já sentindo a energia da frase que diz:

Seja Bem Vindo (a) à V Mesa Redonda com as Cartas Ciganas !

11141302_989765471057112_376682705857222452_n

Tânia Durão, amiga, amada, nossa líder, minha sempre gratidão !

Palestrantes e parte dos que integraram o evento.

Foto by Maira Cassel – No Rastro da Lua

Caixão e Rainha de Copas

 

 

Olhar o fim de um ciclo, de uma crença que morre, valores que hoje já não fazem mais sentido, uma nova fase de vida, com os olhos da Rainha de Copas, é perceber-se identificado com os próprios recursos, a ponto de compartilhá-los com os outros, em um processo de interação com o meio através da interação consigo mesmo. E surge a crise e vem o ensejo de crescer. As emoções para se harmonizarem perturbam-se profundamente, em um desafio interno de autoconhecimento e libertação das próprias amarras. A Rainha que prende-se, amarra-se, vincula-se, sofre duas vezes, senhora da afetividade, depara-se com o ensejo de crescer.

 

 

 

 

Caixão e Rainha de ♥: Momentos de ressentimentos e emoções negativas ‘morrerem’ ou melhor, transformarem-se, feito a água límpida que ao ser lançada no interior de um vaso sujo de terra e imediatamente sair turva através do orifício em seu fundo, após alguns minutos, novamente tornar-se límpida. A terra: os esforços, a crise, para onde o caixão segue, aquela que o caixão abraça. A água, o elemento que límpido, depois turvado pelos esforços e um processo que a terra simboliza, tornando-se renovada e pura – a essência de nossos sentimentos !
Identificar essa Rainha de Copas vivendo o caixão e dessa vivência direcionar passos firmes adiante, sem medos, é convite da Vida, a fim de vivê-la com mais qualidade.

 

Lovers Tarot. Jane Lyle

Lovers Tarot. Jane Lyle

 

IV MESA REDONDA SOBRE AS CARTAS CIGANAS

A programação da quarta edição já está pronta e os ingressos à venda. Mais uma vez Copacabana, na cidade maravilhosa, sediará este encontro !

Quem pode participar?
Você ! cartomante ou não, pois é “aberto ao grande público e não exclusivamente a cartomantes, principiantes ou não. A postura da organizadora e dos palestrantes é de se aproximar dos participantes e colocar-se disponível para uma discussão profunda, saudável e enriquecedora a cerca das questões do dia a dia.”

Qual o objetivo do encontro?
Ampliar o significado dos símbolos contido em cada carta, dando ênfase ao significado psicológico, terapêutico e espiritual que As Cartas Ciganas mostram, o que torna útil para muitos que precisam deste conhecimento e aconselhamento.

Quer saber mais sobre o evento ?  clique aqui

cartasciganas2015

 atualizado

A terceira edição, em 2014 (dê uma olhada em algumas fotos),  que tive a honra de participar, foi maravilhosa ( veja post sobre minha participação) e tenho certeza de que este ano teremos gratas surpresas, muito aprendizado em um clima de confraternização, amizade, alegria e satisfação.

Reserve logo sua vaga e marque sua presença, aguardamos você lá conosco !

Grande abraço !

 

Viver o caixão

Em uma jogada, quando o caixão sai como última carta diante de uma questão feita e quando sinto necessidade de identificar, tiro pelo menos mais uma, a fim de verificar o que virá. Dependendo da intenção do jogo, mentalizada no ato de embaralhar, esta carta apresentará claramente a questão, mediante sua ligação com as demais cartas e/ou com a casa que ela sair no método que for utilizado. A leitura se fará em quaisquer aspectos, seja afetivo, profissional, saúde, espiritual ou material.Como meditação, refletirmos naquilo que precisa ser trabalhado em nós em relação a perdas, fins de ciclo (que geram mudanças), luto psicológico decorrente dessas vivências ou até morte física.

 baralho Chas Bogan Untitled Lenormand

baralho Chas Bogan Untitled Lenormand

 

Refletindo com o caixão:

coffin-1177014_1920

Viver o caixão é viver o processo de um momento que termina, e esse término, essa mudança surge aos poucos ou de súbito, algo que perde o valor, o gosto, que vai morrendo, como a planta que não recebe água, o animal que não se alimenta no pasto ou algo que nos é tirado, ainda que contra nossa vontade ou mudança de crenças, valores, paradigmas, surgindo então um novo ser, em despertar.

butterfly-1644189_1920

Abre-se novo ciclo, para caminhos espinhosos, tortuosos , íngremes, pesados ou floridos e perfumados, de conquistas, realizações, vitorias e novas aspirações.

Viver a dor da perda é morrer para renascer. Viver o fim da dor é libertar-se rumo a novos horizontes.

Em ambos os casos, exercitar a aceitação das leis da Vida, sem que deixemos de agir, recordando que somos seres dinâmicos, em constante necessidade de mudanças.
As folhas no outono caem pelo processo natural de que é chegada a hora, e assim nos transmitem a lição de que, após as “perdas outonais” e o luto frio do inverno, chegará a primavera, anunciando nova vida.
Viver o caixão é viver mudanças, inicio e fim e cada um de nós experienciamos as nossas no mundo que muda a todo instante.

 

Foto Tato Cunha

foto:  Tato Cunha

La Journée du Jeu Lenormand

Estive esses dias altamente atarefado, o que me impediu de postar no blog e em minha página, mas o coração esteve ligado dia 25/06 como em todos os outros dias porém, em especial, às comemorações do Baralho Lenormand, um movimento em homenagem à este que nos serve à muitos cartomantes e outros tantos consulentes de maneira a ampliar nossa visão em torno de nós mesmos e da Vida que pulsa em nosso íntimo !
Sou grato pelo tanto que estas cartas têm à mim oportunizado aprender, crescer, sem fanatismos desnecessários, mas com o entendimento, a análise acurada e séria, através do estudo, dos contatos com outros cartomantes que, com a mesma seriedade exercem suas profissões no âmbito da cartomancia. Cada um com suas crenças, seus rituais, sua forma peculiar e rica, mas todos com o mesmo amor e ânsia por estudar sempre a si mesmos e às cartas que abrem o leque da vida em nossas vidas !
Uma página foi criada com muito carinho, onde podemos acessar detalhes a respeito deste evento: Journee Lenormand
Que os deuses abençoem onde ela estiver, nossa querida Mlle. Lenormand e ancestrais que nos inspiram sempre !
Meu abraço fraternal em todos !
Tato Cunha.


Montanha e Sol

 
 
Turvando o sol, a montanha se apresenta estática e densa. Porém, com o passar do tempo, percebemos que há movimento em nós e na casa que habitamos, o orbe terreno. 

foto: Por do Sol-RJ. Tato Cunha

E o sol ressurge, iluminando inclusive a própria montanha a fim de a escalarmos, se quisermos, para que, ao chegarmos no cume, possamos avistar o horizonte e caminharmos mais seguros e experientes. Um momento de conquista e refazimento.
Surgiu a montanha, que tal subí-la ? 

Âncora e Sete de Paus

 
Por vezes é preciso deixar de lado opiniões alheias, onde muitas não passam de movimentos egoístas em que impõem as próprias vontades no que acham ser melhor para ti, dessa forma, tudo reflete, mas a decisão é sempre tua, de acordo com teus conteúdos e vivências. 
Confia em ti mesmo e segue adiante, encontrando teu porto seguro.
 
Âncora Lenormand
Rider Waite Tarot